quarta-feira, 2 de maio de 2012

Acidente e vergonha

Sexta-feira, dia 27/04, resolvi ir à Feira do Livro a seguir o expediente. Andando por lá, muito animada a escolher os livros que ia comprar, pensei que estava até a servir de exercício físico, pois a feira fica no Parque Eduardo VII, que é super inclinado... por tanto, estava a fazer uma excelente caminhada.

Infelizmente a "caminhada" não teve o melhor desfecho. Estava a descer os degraus de uma pequena escadaria quando caí por cima do pé torcendo-o e magoando o tornozelo. Resultado estou acamada com gesso na metade da perna esquerda.

O primeiro pensamento que se tem é que este fatídico acontecimento vai agravar  o meu processo de emagrecimento, e que vai fazer com que eu engorde ainda mais,pois só estou deitada e a comer. Mas a vergonha que passei decorrente ao meu peso me deixou ainda mais determinada a continuar com a luta.

 meu peso agravou a queda, dificultou a minha mobilidade no decorrer do socorro médico e está a dificultar a minha mobilidade com as muletas. A perna acidentada não pode ir ao chão por forma a não atrasar a cura das lesões, o que faz com a perna saudável tenha que aguentar todo o peso do corpo cada vez que que tenho que me deslocar. Enfim, o meu excesso de peso é um factor que dificulta todo o processo.

Por isso, mais do que nunca eu QUERO PERDER PESO, não só pela minha auto estima, mas principalmente pela minha saúde.

DICA: para os acidentados como eu, senta-se em uma cadeira e faz-se exercícios para a parte superior do corpo.