segunda-feira, 18 de maio de 2015

Ama o teu próximo como a ti mesmo

Ultimamente tenho dedicado o meu tempo de leitura à literatura voltada para alimentar o meu espírito, pois acredito que se estivermos em equilíbrio qualquer projeto só pode ter uma conclusão eficaz. Já evoluí um pouco, embora ainda tenha inúmeras arestas para limar, nomeadamente no que toca a conviver pacificamente com pessoas desagradáveis.

Já aprendi que o pensamento positivo tem um poder muito grande nos acontecimentos da nossa vida, bem como o pensamento negativo, e é deste último que nós temos que nos libertar. Aprendi também que temos mais bênçãos para agradecer do que pedidos para fazer, ao agradecer todas as bênçãos que temos, automaticamente aparecerão mais e mais bênçãos na nossa vida. Eu tenho tido provas incríveis do poder do agradecimento e da fé na minha vida e sinto que estou a evoluir cada dia mais no sentido de ter uma vida mais tranquila.

A maior barreira tem sido mesmo alguns seres humanos complicados que, simplesmente, não sabem ser felizes e não conseguem ver os outros bem. A estas pessoas, temos que dedicar oração e paciência, se formos cair na teia de revidar e criar rancor, este mal é todo devolvido para nós e vai abalar o nosso equilíbrio. Não é fácil, mas basta lembrar um dos ensinamentos de Jesus: “se te baterem, oferece a outra face”. Não é todo mundo que está disposto a isto, mas este é o caminho, afinal temos que amar o próximo como a nós mesmos.

O primeiro passo é incluir nas nossas orações o nome destas pessoas desequilibradas e invejosas e pedirmos paz para elas, pois o nosso equilíbrio depende do equilíbrio delas, nós aqui na terra somos um todo e se uma parte está em desequilíbrio, vai comprometer o todo e, acreditem mesmo nisto, nós fazemos parte deste todo.

Não vale à pena discutir com pessoas que não sabem ouvir e nem respeitar a opinião do outro, se nos depararmos com pessoas assim, o melhor é ficarmos calados e rezar para que Deus conceda à esta criatura um pouco de bom senso e respeito pelo próximo, como Jesus nos ensinou: “Pai, perdoai-os, eles não sabem o que dizem”. Não vão mudar a nossa opinião, mas nós também não precisamos mudar a deles, só precisamos orar por eles para que possam cair e si.

2 comentários:

  1. Isso que acho tb. meu marido tb está com problemas no trabalho e acho que o principal segredo, como falei a ele, é ignorar. Vou falar sobre orar tb que ajuda a trabalharmos em nós o sentimento em relação ao outro.
    mas acredito que não levar muito a sério quem nos faz ma é o principal, senão justo aquela pessoa que nos incomoda acaba se tornando importante para nós, pois ocupa a maior parte de nossas energias e pensamentos.

    bju

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim o princípio para acabar de vez os problemas com outras pessoas é perdoá-las, orar por elas e nunca revidar. Gosto muito de ler o salmo 23 e tem uma passagem que nos ajuda com os problemas com terceiros:

      “Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.”

      Beijinhos

      Eliminar