quarta-feira, 22 de março de 2017

Emagrecer a mente

Eu já tinha ouvido falar de um livro que tem por título “pense magro”,
mas nunca o li. No entanto nem é preciso ler para saber do que se
trata: controlar a mente para emagrecer. Ultimamente tenho andado a
fazer isso de uma certa forma, pois ando a apostar na meditação.

 Eu andava muito ansiosa e com isso a minha necessidade de comer
aumentou muito, sobretudo doces. Mas tenho andado em pesquisar
juntamente com o meu marido na internet sobre encontrar uma forma
diferente de viver em busca da felicidade.

 O desafio de viver hoje em dia é conseguir chegar ao final de cada dia
sem que um único pensamento tóxico nos tenha passado pela mente, o que
é difícil, pois a vida está cada mais a exigir tudo de nós. Temos que
saber interagir com todo o tipo de pessoas e muitas delas nos tiram do
sério.

 Grande parte do meu tempo, eu passo no meu trabalho (como é normal) e
lá o ambiente não é muito feliz. Passamos por inúmeros momentos de
tensão ao longo do dia: gritaria, problemas para resolver por causa de
erros, clientes chatos, telefone que não pára. Para além disso tem o
tempo perdido em transportes e os problemas com os transportes… ao
final de um dia e nossa boa energia está esgotada! E contra isso que
tenho andado a lutar, pois noto que quanto mais me sinto feliz e em
paz menos tenho compulsão para comer.

 Adotei umas estratégias:
- A viagem que faço até ao trabalho dura 30 minutos, neste tempo leio e
venho a escutar umas músicas calmas;
- Vou à pé da estação dos barcos até o trabalho, evito me chatear com os
atrasos do metro e autocarro, e continuo a ouvir a música calma;
- Como sou a primeira a chegar, faço sempre uma oração de agradecimento:
agradeço o trabalho que tenho (muitos não tem), agradeço o meu salário
(muitos ganham menos que eu), agradeço a oportunidade de me relacionar
com os meus colegas que são pessoas que me vão ajudar a evoluir
espiritualmente e agradeço pela minha saúde;
- Ao longo do dia procuro não me chatear com ninguém, isto é mais
difícil, mas trata-se de um exercício diário;
- Em casa, não ligo a TV tantas vezes como era habitual e uso esse tempo
para ver vídeos no youtube sobre espiritualidade, tenho gostado de ver
os vídeos da Monja Cohen e Sadhguru;

 Ainda falta eu cultivar o hábito de meditar, mas ainda não estou a
conseguir desligar a mente quando é necessário, eu sei que é uma
questão de exercício e com o tempo chego lá.

 Eu noto que tentando ficar mais calma a minha compulsão diminuiu
bastante, já não sinto necessidade de preencher um vazio com comida
porque não há vazio, está tudo preenchido com espiritualidade.

 Namaste!

Sem comentários:

Enviar um comentário